Segunda-feira, 16 de Junho de 2008
Tragédia: uma tragédia, em cena no Centro Cultural Vila Flor

Tragédia: uma tragédia, de Will Eno, nova produção do Teatro Oficina, estreia no Centro Cultural Vila Flor.

 

Tragédia: uma tragédia é a nova produção do Teatro Oficina. Escrita pelo autor contemporâneo Will Eno, a peça tem estreia no Centro Cultural Vila Flor, Guimarães, na próxima quarta-feira, dia 18 de Junho, às 22h00, ficando em cena até dia 28 de Junho.

Com tradução e encenação de Marcos Barbosa, Tragédia: uma tragédia é uma peça que embora entrando furiosamente pelo mundo dos meios de comunicação, encontra a sua força na reflexão sobre a condição humana. Nas palavras de Marcos Barbosa «a novidade e a urgência deste texto vem do modo peculiar como é construído, num uso extraordinário da linguagem, sempre no limite do que pode ser dito, do que pode ser representado. É um texto que vai criando palavras novas, numa tentativa de abismo verbal que nos explique este mundo onde vivemos, e que é forçoso representar para tentar entendê-lo».

Tragédia: uma tragédia coloca-nos num cenário onde o sol se apagou e o mundo está às escuras. Uma equipa de jornalistas faz a reportagem e, em simultâneo, os comunicados do governo apelam à calma. É noite em todo o mundo e ninguém sabe se o sol vai voltar a nascer, mas existe uma testemunha que vai falar.

Will Eno nasceu em Brooklyn, Nova Iorque, em 1965. Considerado um dos autores mais representados na sua cidade natal, foi já aclamado o “Samuel Beckett da geração Jon Stewart” pelo crítico de teatro do The New York Times, Charles Isherwood. Finalista do Prémio Pullitzer, em 2005, com “Thom Pain (based on nothing)” Will Eno é, indubitavelmente, um dos mais brilhantes novos autores dos últimos anos.
Marcos Barbosa, director artístico do Teatro Oficina e encenador desta peça, nasceu em 1973, em Lisboa. No seu percurso académico contam-se passagens pela Mountview Theatre School, Diakonos Physical Theatre e École Internationale de Théâtre Jacques Lecoq. Marcos Barbosa já teve a seu cargo a encenação de diferentes peças, merecendo destaque o espectáculo “Pervertimentos”, de José Sinisterra, com o grupo de teatro La Percha Teatro (México) que lhe valeu o prémio da Muestra Estatal de Nuevo Leon em 2002, o espectáculo “Oximoro” apresentado em Monterrey e Famalicão e o espectáculo “El Hombre sin Adjectivos”, de Mário Cantú, que foi representado no ano de 2006 em Monterrey, Famalicão e Lisboa.

Informações

Tragédia: uma tragédia

Quarta, 18 a Sábado, 21 de Junho – 22h00
Domingo, 22 de Junho – 17h00
Quinta, 26 a Sábado, 28 de Junho – 22h00
Teatro Oficina
Pequeno Auditório
Preço - 7,50/5,00

M/12

Ficha artística
Encenação - Marcos Barbosa
Tradução - Marcos Barbosa
Com Diana Sá, Emílio Gomes, Luciano Amarelo, Nuno Loureiro e Tiago Barbosa
Cenário e figurinos - F. Ribeiro
Iluminação - Pedro Carvalho
Som e Música - Sérgio Delgado
Produção executiva - Teatro Oficina

Publicado bragadistrito às 15:16
Link do Post | Comentar | Adicionar aos Favoritos
Mais sobre este Blog
Pesquisar neste Blog
 
Newsletter

Escreva o seu e-mail:

Distribuido por FeedBurner

Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Posts Recentes

Troilo e Créssida no Thea...

Eunice para Crianças

Client na Casa das Artes

Festival Panos

A Naifa no CCVF

...

Exposição 'Bienal na Esco...

...

Carlos Macedo na Casa das...

Semana da Educação na Póv...

Arquivos

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

tags

todas as tags

Contador
blogs SAPO
subscrever feeds