Quinta-feira, 25 de Setembro de 2008
Concerto dos Mesa em Guimarães

Grupo português apresenta novo álbum no Centro Cultural Vila Flor. Sábado, dia 27, pelas 22h00, no Pequeno Auditório do Centro Cultural Vila Flor.

 

“Para todo o mal” é o nome do último trabalho dos Mesa que sobe ao palco do Centro Cultural Vila Flor, em Guimarães, no próximo sábado, dia 27 de Setembro, às 22h00. De regresso aos palcos, os Mesa apresentam o terceiro álbum de originais, uma combinação perfeita entre rock’n’roll, jazz e música electrónica.

Depois do reconhecimento crítico atingido com “Mesa” (2003) e “Vitamina” (2005), "Para Todo o Mal" reata essa linguagem ao longo de 11 momentos de um insólito teatro sónico, em que os timbres da voz de Mónica Ferraz se envolvem em jogos candentes com as tessituras rítmicas e harmónicas elaboradas por João Pedro Coimbra, Jorge Coelho e Miguel Ramos – ocasionalmente com o apoio de alguns convidados, como o guitarrista Alexandre Soares, o saxofonista José Pedro Coelho, ou o percussionista Jean-François Léze.

O trabalho teve uma exigente e demorada pré-produção, sendo posteriormente complementado com sonorizações incidentais e com algumas gravações efectuadas na Casa da Música, no Porto, e no estúdio Som de Lisboa. O trabalho gráfico do disco foi realizado pela artista plástica australiana Ali J (Alicia Rosam). “Boca do Mundo” foi o tema escolhido para primeiro single.

Não foram muitos os projectos portugueses de música popular que conseguiram criar carreira neste século XXI. Menos ainda os que criaram uma carreira marcante, já referenciada internacionalmente. E verdadeiramente escassos os que conseguiram tudo isso cantando em português uma música eléctrica. São essas as primeiras razões pelas quais o caso dos Mesa merece uma atenção especial.

Os Mesa surgiram no final de 2000, depois de passarem algum tempo em laboratório. Em 2001 lançam a primeira maquete que obtém divulgação no programa de Henrique Amaro “Rádio-clube” (Antena 3) e que suscita artigos no DN+ e no Blitz.
2002 é o ano da consolidação do grupo. É também o ano da participação na colectânea da Pop up Songs – Optimus 2002 com o tema “Divagadora”, que “rodou” com bastante insistência durante o Verão desse ano. As maquetes e as actuações ao vivo chamam a atenção das editoras e no final de 2002 assinam com a Zona Música.

O álbum de estreia é editado a 19 de Maio de 2003. A recepção da crítica é excelente e os Mesa assumem-se de imediato com um dos projectos mais promissores da música portuguesa. O single “Esquecimento” recebe um forte apoio de rádios nacionais. Ainda em 2003 (20 de Outubro) é feita uma 2ª edição do álbum “Mesa”. Uma edição de “luxo” que, além do novo grafismo, conta com uma tema inédito “cantado” por Scott Walker através da recuperação das gravações do tema 30 Century Man, incluído no álbum “Scott 3” e uma faixa multimédia com o vídeo-clip de “Esquecimento”. A qualidade dos Mesa chama entretanto a atenção da EMI Music Portugal. Com o conhecimento da Zona Música iniciam-se os contactos que viriam a resultar na assinatura de contrato no início deste ano. O acordo prevê a gravação de novos álbuns e também a transferência para a EMI Music Portugal das gravações existentes.

Em 2004 os Mesa figuram de forma unânime nas listas de melhores do ano nos jornais portugueses e começam a fazer-se notar além-fronteiras, com artigos elogiosos na imprensa Alemã, Inglesa, Brasileira e Espanhola. Em Maio ganham o Globo de Ouro na categoria de Melhor Grupo do Ano, no Dance-Club Music Awards o galardão de Melhor Disco do Ano e “Mesa” é ainda eleito pela Antena 3, como o melhor disco de 2003. Ainda em 2004, são nomeados nos MTV Europe Music Awards na categoria de “Best Portuguese Act”. Emmanuel Legrand, Billboard.com Global main editor, incluiu o seu álbum de estreia como um dos 10 melhores discos de 2004 e considerando-o como um “Impressive debut album from this Portuguese trip-hop band.” A surpresa maior desse ano estava reservada, no entanto, para a 3ª edição de “Mesa” que contou com a participação especial de Rui Reininho, tendo entrado de imediato na tabela dos discos mais vendidos. “Luz Vaga” tornou-se uma das canções mais rodadas nas rádios e um dos grandes sucessos dos Mesa. Chega o ano de 2005 e com um novo disco. As gravações começam em Março no Porto e terminam no mês de Junho em Nova Iorque. O álbum “Vitamina”, editado a 12 de Setembro de 2005, inclui 11 temas e ainda uma faixa extra com uma versão de “Out of Time”, original dos Blur. “Vitamina” confirma a identidade eclética dos Mesa. Aclamados pela crítica, os Mesa venceram a dura prova do 2º disco com temas como “Fado Lunar”, “Soro da Verdade”, “Vício de Ti” ou “Deixa Cair o Inverno”. No 12 de Maio de 2008, chegou às lojas “Para Todo o Mal” que agora sobe ao palco do Centro Cultural Vila Flor, em Guimarães.

Mónica Ferraz - voz
João Pedro Coimbra - teclados
Jorge Coelho - guitarra
Miguel Ramos - baixo
Ruka - bateria

Sábado, 27 de Setembro - 22h00
Mesa
Pequeno Auditório
Preço: € 10,00/€ 7,50 c/desconto

 

Publicado bragadistrito às 08:00
Link do Post | Comentar | Adicionar aos Favoritos
Mais sobre este Blog
Pesquisar neste Blog
 
Newsletter

Escreva o seu e-mail:

Distribuido por FeedBurner

Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Posts Recentes

Troilo e Créssida no Thea...

Eunice para Crianças

Client na Casa das Artes

Festival Panos

A Naifa no CCVF

...

Exposição 'Bienal na Esco...

...

Carlos Macedo na Casa das...

Semana da Educação na Póv...

Arquivos

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

tags

todas as tags

Contador
blogs SAPO
subscrever feeds