Quinta-feira, 19 de Março de 2009
Jamboree Park Tour no Theatro Circo

A Jamboree Park Tour promete ser um evento caótico e desenfreado que marcará uma nova abordagem no panorama da música em Portugal. Sábado, dia 21, às 21h30, na Sala Principal do Theatro Circo.

 

 
Primariamente uma declaração efusiva de liberdade, a Jamboree Park Tour promete ser um evento caótico e desenfreado que marcará uma nova abordagem no panorama da música em Portugal. Períodos de guerra e de crise económica, historicamente, clamam por tempos de alegria na arte e na música e, portanto, conscientes desta tendência, decidimos que no Jamboree Park há pouco espaço para lamentações e tristeza. É tempo, senhoras e senhores, de festa. À primeira vista, a Jamboree Park Tour pode ser definida pelo assombro e alegria que todos partilhamos quando experienciamos as coisas das quais mais gostamos. A tournée une imagens de circo e da performance art, do songwriting como ele poderia ser imaginado nas mãos de Samuel Beckett ou Charlie Chaplin. Misturado com o psicadelismo dos anos 60, temos a mística sensual da era espacial de Barbarella, e um misticismo cósmico cujas origens podem ser traçadas desde William Blake a Walt Whitman, através das múltiplas mãos de Fernando Pessoa, e mais recentemente nas palavras de Allen Ginsberg e do Movimento Beat. É este mundo que as bandas do Jamboree Park herdaram. É este mundo que as bandas reivindicam para si mesmas. Musicalmente temos harmonias inspiradas pelos Beach Boys e pelos Beatles, harmonias inspiradas pelo canto puro e por coros de igreja, pela liberdade do idealismo de paz e amor dos anos 60. Há canções que acenam a Neil Young and Crazy Horse, uma busca poética e beleza que tem ecos de Leonard Cohen ou Townes Van Zandt, e uma tentativa de alcançar a sabedoria volúvel de Bob Dylan. E no coração de tudo isto estão traços da harmonia e do sentido inato de celebração do Gospel. Se escutarmos com atenção, podemos ouvir as simples emoções da Natureza e os perigos do mundo selvagem, podemos perder-nos em canções épicas sobre o mar e o cosmos, mas principalmente podemos ouvir a simples emoção de amigos a divertirem-se, atingindo um estado de liberdade intoxicante através da música.

Publicado bragadistrito às 08:00
Link do Post | Comentar | Adicionar aos Favoritos
Mais sobre este Blog
Pesquisar neste Blog
 
Newsletter

Escreva o seu e-mail:

Distribuido por FeedBurner

Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Posts Recentes

Troilo e Créssida no Thea...

Eunice para Crianças

Client na Casa das Artes

Festival Panos

A Naifa no CCVF

...

Exposição 'Bienal na Esco...

...

Carlos Macedo na Casa das...

Semana da Educação na Póv...

Arquivos

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

tags

todas as tags

Contador
blogs SAPO
subscrever feeds