Sexta-feira, 20 de Março de 2009
É Só Rir no auditório do PEB

A Cortina de Veludo apresenta, dia 21 de Março, Sábado, às 21h45, no Auditório do Parque de Exposições de Braga, a Revista à Portuguesa É Só Rir, com Octávio de Matos, Natalina José, Isabel Damatta, Paulo Oliveira e Susana Lacerda.
 

 
 

Publicado bragadistrito às 08:00
Link do Post | Comentar | Adicionar aos Favoritos
Quinta-feira, 19 de Março de 2009
Jamboree Park Tour no Theatro Circo

A Jamboree Park Tour promete ser um evento caótico e desenfreado que marcará uma nova abordagem no panorama da música em Portugal. Sábado, dia 21, às 21h30, na Sala Principal do Theatro Circo.

 

 
Primariamente uma declaração efusiva de liberdade, a Jamboree Park Tour promete ser um evento caótico e desenfreado que marcará uma nova abordagem no panorama da música em Portugal. Períodos de guerra e de crise económica, historicamente, clamam por tempos de alegria na arte e na música e, portanto, conscientes desta tendência, decidimos que no Jamboree Park há pouco espaço para lamentações e tristeza. É tempo, senhoras e senhores, de festa. À primeira vista, a Jamboree Park Tour pode ser definida pelo assombro e alegria que todos partilhamos quando experienciamos as coisas das quais mais gostamos. A tournée une imagens de circo e da performance art, do songwriting como ele poderia ser imaginado nas mãos de Samuel Beckett ou Charlie Chaplin. Misturado com o psicadelismo dos anos 60, temos a mística sensual da era espacial de Barbarella, e um misticismo cósmico cujas origens podem ser traçadas desde William Blake a Walt Whitman, através das múltiplas mãos de Fernando Pessoa, e mais recentemente nas palavras de Allen Ginsberg e do Movimento Beat. É este mundo que as bandas do Jamboree Park herdaram. É este mundo que as bandas reivindicam para si mesmas. Musicalmente temos harmonias inspiradas pelos Beach Boys e pelos Beatles, harmonias inspiradas pelo canto puro e por coros de igreja, pela liberdade do idealismo de paz e amor dos anos 60. Há canções que acenam a Neil Young and Crazy Horse, uma busca poética e beleza que tem ecos de Leonard Cohen ou Townes Van Zandt, e uma tentativa de alcançar a sabedoria volúvel de Bob Dylan. E no coração de tudo isto estão traços da harmonia e do sentido inato de celebração do Gospel. Se escutarmos com atenção, podemos ouvir as simples emoções da Natureza e os perigos do mundo selvagem, podemos perder-nos em canções épicas sobre o mar e o cosmos, mas principalmente podemos ouvir a simples emoção de amigos a divertirem-se, atingindo um estado de liberdade intoxicante através da música.

Publicado bragadistrito às 08:00
Link do Post | Comentar | Adicionar aos Favoritos
Quarta-feira, 18 de Março de 2009
Foge Foge Bandido

O Pedro Remy - Cabeleireiro e Espaço Cultural apresenta, dias 19 e 20, Foge Foge Bandido, pelas 22h00.

 

«O Foge Foge Bandido foi um namoro de acasos, descobrir a música das pessoas e não dos músicos e atribuir ao tempo a tarefa de seleccionar o material. Foi tentar ao máximo expressar o processo, com a consciência, claro, de que o acaso se estende ao próprio entendimento desse processo e de que se calhar não percebi nada».

tags:
Publicado bragadistrito às 08:00
Link do Post | Comentar | Adicionar aos Favoritos
Terça-feira, 17 de Março de 2009
Filosofia com Crianças

Filosofia com Crianças, organizado pela  Associação Portuguesa de Ética e Filosofia Prática, na Escola EB nº7 S. Victor, dia 19, quinta-feira, às 13h30.

 


A Associação Portuguesa de Ética e Filosofia Prática realiza, na Escola EB nº7 S. Victor, com a Turma 4º A, uma sessão com aplicação de jogos e histórias para desenvolvimento do discurso e do raciocínio das crianças.

tags:
Publicado bragadistrito às 08:00
Link do Post | Comentar | Adicionar aos Favoritos
Segunda-feira, 16 de Março de 2009
Juntos Promovemos Saúde

Inserido no projecto Juntos Promovemos Saúde, a Junta de Freguesia de S.Victor, em colaboração com profissionais da área da saúde, irá desenvolver sessões de rastreio dirigidas a toda a população dia 17, terça-feira, das 09h30 às 17h00.

 

 
Inserido no projecto Juntos Promovemos Saúde, a Junta de Freguesia de S.Victor, em colaboração com profissionais da área da saúde, irá desenvolver sessões de rastreio dirigidas a toda a população nas áreas de:
- Medicina Dentária (Dra. Cristina Gamboa);
- Podologia (Dra. Paula Carvalho);
- Psicologia (Dra. Maria João Couto).

O rastreio realizar-se-á no dia 17 de Março, entre as 09h30 e as 17h00, na Junta de Freguesia de S. Victor.

No dia 27 Março, pelas 21h00, no auditório da Junta de Freguesia de S.Victor, terá lugar uma sessão de esclarecimento sobre as patologias e problemáticas mais frequentemente identificadas e avaliadas no rastreio.

Publicado bragadistrito às 08:00
Link do Post | Comentar | Adicionar aos Favoritos
Domingo, 15 de Março de 2009
O Dia Primeiro

O Dia Primeiro, teatro para crianças, de João Megreiros, dias 15, 29, 30 e 31 de Março, 01, 02, 03, 04, 05, 06, 19 e 26 de Abril, 10, 16 e 31 de Maio, às 16h00, no Auditório do TUM (perto das Frigideiras da Sé).

 

 
O Dia Primeiro
está em cena no Auditório de Bolso do TUM em alguns dias das férias do Carnaval e Páscoa e durante alguns domingos até Maio. Trata-se de uma peça dedicada aos mais novos e a todas as crianças grandes apaixonadas por contar histórias.


Sinopse

Era uma vez um homem que contava histórias. Era uma vez muitas crianças que contavam histórias. Era uma vez tantas, tantas, tantas histórias. Era uma vez muitos reinos de fantasia e de realidade também que já ninguém sabe quem está a contar, mas são tão bonitas e tão divertidas e estamos tão presos a ouvi-las e a contá-las que o tempo parou.

É isso esta peça. É a surpresa constante numa roda-viva de acontecimentos em que as crianças são envolvidas sem se darem conta e levadas a sentirem-se público, personagens, narradores e criadores, tudo ao mesmo tempo.

É a peça da interactividade por excelência, na qual as crianças têm a completa noção de que sem elas este contador de histórias nunca poderia existir.

E no final, quando se pensa que as surpresas já estão esgotadas, a maior de todas talvez vem sob a forma de uma grande mensagem para a vida de todas as crianças e de todas as pessoas. E vem não só estabelecer novos recordes para a surpresa, mas também para a ternura, para a emoção, para a beleza e para o amor.

Mas o final não se pode contar…

 

Autoria/Encenação: João Negreiros.

Interpretação: Benjamim Vaz.

Sonoplastia: João Negreiros.

Direcção de cena: Dina Costa.

Operação de luz e som: António Costa, Cátia Cunha e Silva, Dina Costa, José Luís Costa e Tomás Nunes.

Idades: dos 3 aos 12 anos.

Preço: 3€ para netos e avós | 5€ para os pais.
Local: Braga | Auditório do TUM, Rua do Farto (junto à Sé)

Reservas: teatrum@gmail.com | 965530263 / 964344093

tags: ,
Publicado bragadistrito às 08:00
Link do Post | Comentar | Adicionar aos Favoritos
Sábado, 14 de Março de 2009
Ensemble Contrapunctuster no Theatro Circo

Ensemble Contrapuntuster, dia 17, às 21h30, no pequeno auditório do Theatro Circo.

 

 
O quarteto de cordas foi um campo de exploração musical e de expressão pessoal onde se condensou a essência do espírito da era clássica. Joseph Haydn libertou-o das suas origens como divertimento e revelou-lhe o potencial dialogante, capaz de influenciar o rumo da história da música; por isso o epíteto de “pai do quarteto de cordas” não podia ser mais merecido. Os quartetos de Haydn nasceram em berço aristocrático mas destinavam-se a um número crescente de apreciadores da música de câmara de toda a Europa e a um florescente mercado editorial; foram por isso um veículo de democratização musical, num quadro mais intimista que o das sinfonias. Evocando os duzentos anos da morte de Haydn, a Antena 2 promove ao longo de 2009 a audição integral dos 76 quartetos que Haydn compôs ao longo de quatro décadas; um total de 22 concertos que percorre outras tantas cidades de todo o país. O concerto em Braga é uma co-produção com o Theatro Circo. O Ensemble Contrapunctus foi o grupo escolhido, cujo denominador comum é a paixão pela música e cujo objectivo é a colaboração entre músicos com forte empatia e elevada qualidade na execução do melhor e mais variado reportório da música de câmara. Tendo como núcleo de base os membros do Moscow Piano Quartet - o violoncelista Guenrikh Elessine, o violinista José Pereira, o violetista Alexandre Delgado e o pianista Alexei Eremine - o grupo tem uma composição variável que abrange as mais diversas formações da música de câmara, das mais inusuais ao consagrado quarteto de cordas.
José Pereira: violino I | Arthur Soulès: violino II | Alexandre Delgado: viola | Guenrikh Elessine: violoncelo.

Publicado bragadistrito às 08:00
Link do Post | Comentar | Adicionar aos Favoritos
Sexta-feira, 13 de Março de 2009
Marta Hugon Quinteto no Theatro Circo

No Theatro Circo, e a dar continuidade ao Braga Jazz 2009, Marta Hugon Quinteto estará presente na sala principal no dia 14, Sábado, às 22h00.

 

 
Marta Hugon é uma das mais interessantes novas vozes do Jazz português, tendo estudado na Escola de Jazz do Hot Clube de Portugal, complementando os seus estudos no Conservatório de Amesterdão, com Norma Winstone e Nancy Marano, da Manhattan School of Music. Em 1990, iniciou a sua actividade profissional e em 2002 participou no disco “Electric Sul”. Em 2003 foi convidada por André Fernandes a participar no seu combo de originais Spill, com o qual gravou e actuou no CCB, no Festival de Valado dos Frades e em Paredes de Coura. Já em 2004, gravou o seu primeiro trabalho de Jazz com o trio do pianista Filipe Melo, “Tender Trap”. Dos standards ao pop-rock, a sua música combina de forma inesperada a clareza das canções e a sofisticação da linguagem jazzística, conseguindo uma simplicidade difícil de alcançar. Marta Hugon tem como máxima preocupação a procura constante da essência da música. A cantora é um caso raro, não só devido ao talento e à maturidade que demonstra, mas também por conseguir conciliar algo por vezes difícil: a aceitação e o carinho do público. O seu segundo álbum, “Story Teller”, equilibra as leituras originais de clássicos do cancioneiro norte-americano com os contemporâneos como Paul Simon, Dave Matthews ou Chico Buarque e recebeu os melhores elogios da crítica nacional. Acompanhada por um quarteto de luxo, Marta Hugon é já uma forte referência do Jazz vocal nacional.

Publicado bragadistrito às 08:00
Link do Post | Comentar | Adicionar aos Favoritos
Quinta-feira, 12 de Março de 2009
Carlos do Carmo em Famalicão

Carlos do Carmo sobe ao palco do grande auditório da Casa das Artes de Famalicão no próximo Sábado, dia 14, às 22h00. Fado por uma voz inconfundível.
 

Falar de Carlos do Carmo é associar o seu nome ao que de mais genuíno e popular se canta nas ruas de Lisboa, quer seja um simples pregão de varina, um esvoaçar de gaivotas do Tejo ou uma festa popular com sardinha assada. Na sua voz, andam também de mãos dadas a saudade, os amores não correspondidos, a solidão, a primavera com andorinhas e os “putos” deste Portugal e ainda a esperança e o futuro.
Carlos do Carmo é acarinhado por um público que o respeita e estima, apreciando nele, além das suas qualidades de grande intérprete e comunicador, as de um homem interessado na evolução da música da sua terra, acreditando na evolução do homem na sua globalidade. Os seus mais de um milhão de discos vendidos são prova inequívoca disso mesmo.
Os seus recitais para a televisão fazem parte do arquivo histórico do Fado, reconhecidos que são pela sua elevada qualidade e pelo sentimento inovador que cada um deles transmite. “Por Morrer uma Andorinha”, “Duas Lágrimas de Orvalho”, “Bairro Alto”, “Gaivota”, “Canoas do Tejo”, “Os Putos”, “Lisboa Menina e Moça”, “Estrela da Tarde” são alguns dos grandes sucessos populares da sua carreira.
Cantou nos cinco continentes. E as suas passagens  em diferentes palcos pelo mundo, marcaram a sua carreira.

 www.carlosdocarmo.com

Publicado bragadistrito às 08:00
Link do Post | Comentar | Adicionar aos Favoritos
Quarta-feira, 11 de Março de 2009
Fragments

Em Março, o Centro Cultural Vila Flor, em Guimarães, recebe Fragments, de Peter Brook. Dias 13 e 14, às 22h00, no grande auditório.

 

Nome venerado do teatro contemporâneo e uma referência a nível mundial, Peter Brook é, sem dúvida, um dos melhores encenadores do século XX. No próximo mês de Março, nos dias 13 e 14, o Centro Cultural Vila Flor, em Guimarães, recebe “Fragments”, uma das suas últimas encenações.

“Fragments” junta quatro curtas peças de Samuel Beckett: “Rough for Theatre I”, “Rockaby”, “Act Without Words II”, “Come and Go” e um poema “Neither”. O resultado condiz com o caminho minimalista dos últimos trabalhos de Brook: um cenário simples, sem elementos sumptuosos e apenas três actores que representam uma galeria de personagens em contextos inusitados e repletos de contradições.

Inicialmente apresentado em francês, em Outubro de 2006, no Teatro Bouffes du Nord, em Paris, e depois revisitado em inglês no Young Vic Theatre, de Londres, em Setembro de 2007, “Fragments” chega em Março a Guimarães, ao palco do Centro Cultural Vila Flor, depois de já ter percorrido alguns dos mais prestigiados Teatros do mundo.

Aos 83 anos, Peter Brook é indiscutivelmente um dos mais respeitados encenadores do teatro contemporâneo. Nasceu em Londres em 1925, cidade onde encenou a sua primeira peça em 1943. Desde então, dirigiu mais de 70 produções em Londres, Paris e Nova Iorque.

Os bilhetes encontram-se à venda no Centro Cultural Vila Flor e em www.ccvf.pt.

Publicado bragadistrito às 08:00
Link do Post | Comentar | Adicionar aos Favoritos
Terça-feira, 10 de Março de 2009
Pedro Tochas - Work in Progress

Pedro Tochas - Work in Progress, Stand-up Comedy, no Grande Auditório da Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão, dia 13, às 22h00.
 

 
Quando se vê um artista de rua surgem várias questões:
Quais as histórias por trás dos truques?
Quais as motivações para os aprender?
Qual o resultado da sua apresentação?
Este espectáculo é o relato do percurso de um artista de rua através dos truques que vai aprendendo.
O comediante português, Pedro Tochas, de seu nome verdadeiro Pedro Nuno Simões Lopes dos Santos, destaca-se pela sua capacidade de improvisação, formação em vários tipos de espectáculo e actuações em várias partes do mundo. Já ganhou vários prémios e consagrações, em especial para o seu trabalho “O Palhaço Escultor”. Foi premiado no estrangeiro com o prémio “The biggest fool” num festival de teatro na Noruega. Na televisão pertenceu ao quadro de actores do cómico Programa da Maria, na Sic em 2000. Em 2004 apresentou um programa de viagens na RTP mas a sua imagem ficou na memória de todos os portugueses através da campanha publicitária da água com gás, a Frize.
Partindo do malabarismo, passando pelo teatro físico e de rua, juntando elementos de stand-up comedy, temos como resultado um trabalho multidisciplinar em tom de contador de histórias, que nos mostra como muitas vezes o percurso pode ser a parte mais divertida da criação artística.


Ficha Técnica

Texto e Interpretação - Pedro Tochas
Fotografia - Frederico Martins

www.pedrotochas.com
 

Publicado bragadistrito às 08:00
Link do Post | Comentar | Adicionar aos Favoritos
Mais sobre este Blog
Pesquisar neste Blog
 
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Posts Recentes

Troilo e Créssida no Thea...

Eunice para Crianças

Client na Casa das Artes

Festival Panos

A Naifa no CCVF

...

Exposição 'Bienal na Esco...

...

Carlos Macedo na Casa das...

Semana da Educação na Póv...

Arquivos

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds